Regra para ácido fólico em farinhas é atualizada

NOTÍCIAS
Regra para ácido fólico em farinhas é atualizada
Anvisa implantou novas regras para adição de ferro e ácido fólico em farinhas de trigo e milho. Fabricantes tem 24 meses para se adequarem às exigências
por Anvisa
24/04/2017

Os requisitos para o enriquecimento de farinhas de trigo e de milho com ferro e ácido fólico foram atualizados. A Anvisa publicou, nesta segunda-feira (17/4), a Resolução RDC n° 150 de 2017. A norma atualiza a RDC n° 344, de 2002, que trata deste tema. O ácido fólico auxilia no combate à anemia e má formação de bebês durante a gestação.

O regulamento baseia-se nas diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e prevê quantidades mínimas de ferro e ácido fólico para cada uma das farinhas. Pelas novas regras, os fabricantes estão obrigados a enriquecer as farinhas de trigo e de milho com 4 a 9 mg de ferro para cada 100g de produto e com 140 a 220 µg de ácido fólico também para cada 100g de farinha.

Além disso, também foram alteradas as listas de compostos de ferro. Agora são permitidos apenas o sulfato ferroso e fumarato ferroso e de suas formas encapsuladas.

Informações nos rótulos

A medida também modifica as informações da rotulagem obrigatória.  O rótulo deve esclarecer ao consumidor o objetivo e características da formulação. A farinhas deverão trazer uma frase que esclarece que o enriquecimento é uma estratégia para combate da má formação de bebês durante a gestação e da anemia, bem como um a informação sobre a faixa de enriquecimento.

A medida excluiu as farinhas de milho fabricadas pelos agricultores familiares, empreendedores familiares rurais, empreendimentos econômicos solidários e microempreendedores individuais, da obrigatoriedade de enriquecimento, tornando a medida proporcional à realidade produtiva desses segmentos, sem impactar negativamente na efetividade do enriquecimento para a população.

Por questões tecnológicas, também foram excluídas da fortificação as farinhas de biju, de milho flocada de trigo integral e de trigo durum, bem como os flocos de milho pré-cozidos. A resolução também não se aplica às farinhas de trigo e de milho contidas em produtos alimentícios importados.

Os fabricantes têm 24 meses para adequação das novas regras, de acordo com a RDC n° 150 de 17 de abril de 2017, publicada no Diário Oficial da União (DOU).

 

 

 

CONHEÇA TAMBÉM
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
MAIS NOTÍCIAS
13/11/2017
O que pequenos negócios de sucesso têm em comum?
LEIA MAIS
13/11/2017
Natal impulsiona vendas nos supermercados
LEIA MAIS
13/11/2017
30% dos brasileiros pretendem comprar na Black Friday
LEIA MAIS
13/11/2017
Sabor diferenciado é atrativo da fabricação artesanal
LEIA MAIS
VEJA TODAS AS NOTÍCIAS
VEJA TAMBÉM

 

 

CONTATO

ESCRITÓRIO CENTRAL BELO HORIZONTE

Rua Espirito Santo, 1204 - 10 andar - Centro
30160-031 - Belo Horizonte / MG
(31) 2101-9999
contato@marciorodrigues.com.br

 

ESCRITÓRIO BRASÍLIA

HN - Qd 02 - Bloco H, nº 30
Sobreloja - Sala 55 - Mix Metropolitan Flat
70702-905 - Brasília/DF
(61) 3326.3282

ESCRITÓRIO AVANÇADO SÃO PAULO

(11) 96075-7304
(11) 96075-7305

 

 

ESCRITÓRIO VITÓRIA

Av. Cel. José Martins Figueiredo, 965 - 1º andar -
Tabuazeiro
29.049-405 - Vitória/ES
(27) 3325.3754

GESTOR MR EXCHANGE